Alguem que sonha

Alguem que sonha
Eu

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Longas serão as horas, é eu sei!
Escuta meu chamado, o chamado da ausência.
Eis que, uma breve poesia, recitada em versos líricos
com relapsos de vontades.

Dê-me amor, homem-mulher.
O macho e a fêmea, a fome e a sacies
Me deita no chão, do fogo ao sono, me entorpeça.
Somente, por hoje!
Geane Masago
10-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário